ru

ICANN abre escritório de participação africana em Nairóbi

26 мая 2016
Автор Sally CostertonSally Costerton and Sagbo Pierre DandjinouSagbo Pierre Dandjinou

null

(Da esquerda para a direita): : Tarek Kamel, Kris Senanu, Hon. Joe Mucheru, Ngene Gituku (Presidente - CA) Mike Silber, Sally Costerton, Eng. Victor Kyalo (PS MoICT) Nii Quaynor, Christopher Kemei (Diretor - Conformidade e padrões de licenciamento – CA) Pierre Dandjinou


Em 24 de maio de 2016, a ICANN celebrou a abertura do primeiro escritório de participação africana em Nairóbi, Quênia. Ficamos impressionados com a recepção calorosa do governo e da comunidade do Quênia. Membros da comunidade de todo o continente africano viajaram para fazer parte desse evento tão importante.

Nos últimos 18 anos, houve esforços para introduzir e desenvolver a Internet na África. A estratégia da ICANN para a África, desenvolvida em 2012, reconhece os avanços de pioneiros africanos, como Ni Quaynor. Esses defensores trabalharam sem cansar para preparar a África para a era digital. Nos últimos três anos, a dedicação e a boa vontade da comunidade e dos membros da equipe da ICANN foram providenciais para implementar a estratégia para a África. Esperamos continuar nesse caminho, aumentando nossa participação institucional e nossa divulgação, elementos muito importantes na estratégia da ICANN para a África.

Hoje, reconhecemos a conscientização e a participação cada vez maiores da África na ICANN e no ecossistema mais amplo da Internet. Essa tendência culminou no último encontro público da ICANN, o ICANN55, realizado em Marrakesh, Marrocos. Do total de 2 mil participantes, 900 vieram da África. Durante esse encontro, a Diretoria e a liderança sênior da ICANN anunciaram a abertura do primeiro escritório de participação na África. O escritório de Nairóbi deve apoiar a equipe de participação global de partes interessadas na África, promovendo o envolvimento institucional e promovendo a capacitação no setor de nomes de domínio da região africana.

Nesta semana, a ICANN inaugurou o escritório de Nairóbi. Ficamos impressionados com o entusiasmo pela ICANN demonstrado pelo ministro de tecnologia da informação e comunicação do Quênia, pelo órgão responsável pela comunicação no país, pelo Centro de Informação de Redes do Quênia (KeNIC) e pelas comunidades locais e regionais.

Esperamos aprofundar nosso envolvimento com as partes interessadas da África, do governo ao setor privado. O desenvolvimento de capacidades é essencial para que a África possa contribuir de forma efetiva com o ecossistema da Internet. Em nome da ICANN, queremos reafirmar nosso compromisso com a África. Pedimos que nossas partes interessadas se mantenham ativas e participem de forma significativa na ICANN para garantir que a voz da África seja ouvida e sua influência seja sentida.

Por último, queremos reconhecer o trabalho da equipe e da comunidade da ICANN para tornar esse evento um sucesso.

Authors

Sally Costerton

Sally Costerton

SVP, Global Stakeholder Engagement, Senior Advisor to the President and CEO
Read biographyRead biography
Sagbo Pierre Dandjinou

Sagbo Pierre Dandjinou

VP, Stakeholder Engagement - Africa
Read biographyRead biography