ru

Participação agitada da ICANN no AFRINIC21

12 декабря 2014
Автор Sagbo Pierre DandjinouSagbo Pierre Dandjinou

null

No dia 22 de novembro, a equipe da ICANN África viajou a Ebene, nas Ilhas Maurício, sede do AFRINIC, para participar do 21o encontro AFRINIC e da 2a Africa School of Internet Governance (AfriSIG 2014) organizada em conjunto pela NEPAD e o APC.

Foi mesmo uma experiência incrível, especialmente porque o AFRINIC comemorou 10 anos de existência, esperando uma nova era de oportunidades e se despedindo do CEO e fundador Adiel Akplogan. Embora o foco principal tenha sido a revisão da estratégia da África, a equipe ficou ocupada a semana inteira, organizando e participando de encontros e de dois painéis importantíssimos, além de fazer uma visita ao escritório do AFRINIC.

Plano Estratégico Africano versão 2.0

No mês passado, chamamos a atenção de vocês para a necessidade de fazer uma revisão da estratégia africana atual, de forma que ela responda melhor às necessidades da África de acordo com o feedback da comunidade. Durante essa viagem, fizemos exatamente isso.

Africa Strategy Review Team in Mauritius

Equipe de revisão da estratégia africana nas Ilhas Maurício

A equipe de revisão da estratégia africana, composta por representantes de SOs / ACs , da AFTLD, AFRALO, AFICTA, AFRINIC, NEPAD, GAC, Associação Africana de Registradores, União Africana e outros – indicados com base em suas experiências pessoais, se reuniu nas Ilhas Maurício, nos dias 24 e 25 de novembro de 2014, junto com o encontro AFRINIC 21.

O resultado foi um documento revisado, a Estratégia africana da ICANN 2.0 2016 – 2020, que será compartilhado entre a comunidade africana em busca de comentários antes da apresentação da estratégia final, no primeiro trimestre de 2015.

Também foi identificada a necessidade de estabelecer um comitê gestor independente, que deve trabalhar com a equipe da ICANN para apoiar e monitorar a implementação do plano estratégico.

Os painéis

Painel da ICANN

Com mediação do Dr. Nii Quaynor, o painel foi formado pelos membros da ICANN Pierre Dandjinou, Bob Ochieng e Yaovi Atohoun, e pelos membros da AFRALO Tijani Ben Jeema e Aziz Hilali. O Painel conversou sobre as principais áreas de foco da ICANN na África, da revisão da estratégia africana aos novos gTLDs. Tivemos boas discussões, inclusive sobre a relevância dos novos gTLDs para a África, o status da delegação de ponto Africa, os preços caros demais dos ccTLDs africanos em comparação com os gTLDs, e a baixa participação da África nos debates tecnológicos da ICANN.

Painel de transição da supervisão da IANA

O painel, que gerou muitos debates e chamou a atenção, foi formado por Mouhamet Diop, Seun Ojedeji (CRISP – Região africana), Paul Rendek, Elise Gerich (ICANN), Dr Nii Quaynor, Andres Piazza, Daniel Karrenberg. Como moderador da sessão, Adiel Akplogan começou com uma breve apresentação sobre o histórico das funções da IANA e o status da Proposta Consolidada de RIR para a Administração da IANA (CRISP)

A experiência variada e a combinação de panelistas se refletiu na qualidade do debate. Embora incentive e reconheça o modelo colaborativo utilizado pelo comunidade africana para criar uma proposta para o ICG, Elise destacou que a NTIA nunca interferiu no trabalho operacional da IANA e pediu que o público consultasse os relatórios da IANA. No geral, os participantes do Painel concordaram sobre a necessidade de um trabalho de divulgação mais agressivo e contínuo que inclua a ICANN, a fim de garantir que as funções da IANA sejam entendidas, especialmente pelos governos.

Os participantes também notaram a necessidade crítica de que as comunidades de nomes e números trabalhem em equipe com a comunidade de protocolos durante o desenvolvimento das respostas ao ICG, já que os protocolos determinam como os nomes e números são administrados.

Africa School of Internet Governance

Durante a nossa viagem, também participamos da segunda Africa School of Internet Governance (AfriSIG2014), continuando com o sucesso obtido em Durban, no ano passado. O evento atraiu mais de 40 participantes selecionados em toda a África, muitos estreantes em debates específicos sobre governança da Internet na África, com muita disposição para aprender.

A equipe também visitou a Telecom Maurício, que atualmente está processando sua solicitação de hospedagem do Servidor de raiz "L"

No geral, foi uma viagem muito bem-sucedida para o envolvimento contínuo da ICANN com o continente.

Pierre Dandjinou
Vice-presidente, participação de partes interessadas, África
ICANN

Authors

Sagbo Pierre Dandjinou

Sagbo Pierre Dandjinou

VP, Stakeholder Engagement - Africa
Read biographyRead biography