Skip to main content

A ICANN anuncia novo serviço de emendas no Instrumento de Operações Continuadas (COI)

Esta página também está disponível em:

15 de setembro de 2015 – Hoje, a ICANN lançou o Serviço de Emendas no Instrumento de Operações Continuadas (COI - Continued Operations Instrument). Este serviço vai fornecer um método para os Operadores de Registros solicitarem alterações no nível de financiamento de seu COI. Os COIs são uma parte importante na proteção da operação de domínios de nível superior (TLDs) ao garantir recursos financeiros suficientes para arcar as funções críticas de registros quando houver falha de um registro.

Em dezembro de 2011, a ICANN publicou uma orientação para ajudar os Operadores de Registros a calcular os custos estimados nas operações de um TLD, com base em seus registros de domínio projetados sob administração (DUMs - Domain Registrations Under Management). Desde então, o lançamento de novos TLDs tem fornecido aos Operadores de Registro pontos de dados do mercado para eles poderem basear seus DUMs projetados. Com o Serviço de Emendas do instrumento COI, os Operadores de Registro agora têm um mecanismo para solicitar uma alteração no valor de seu COI e assim poder ajustá-lo de acordo às projeções dos DUMs.

Para remeter uma solicitação, os Operadores de Registros devem ter bons antecedentes e o domínio deve ter tido uma permanência mínima de seis meses no Registro/Disponibilidade Geral. Para iniciar o processo, o principal contato do registro deve abrir um dossiê no Portal da GDD e remeter um Formulário de solicitação de emendas no COI já preenchido [PDF, 1.04 MB]. Para mais requerimentos, visite a página de Perguntas Mais Frequentes e o Guia de serviços de emendas no COI [PDF, 314 KB].

A ICANN se compromete a garantir a disponibilidade de recursos financeiros suficientes para permitir a continuidade das funções críticas dos registros. A Especificação 8 do Acordo de Registros determina que os Operadores de Registros deverão ter um COI que forneça recursos financeiros suficientes para arcar as cinco funções críticas dos registros. Quando um COI tiver fundos insuficientes, a ICANN solicitará ao Operador do Registro que utilize o serviço de emenda para atualizar seu COI num prazo de 60 dias.

Haverá um webinar programado para 30 de setembro de 2015 sobre o Serviço de Emendas no COI. Veja detalhes embaixo.


Detalhes dos webinars e de como participar

Data/Hora: 30 de setembro de 2015, 00:00 - 01:00 UTC (conversor horário)

Participe on-line: https://icann.adobeconnect.com/gdd

Participe da teleconferência: Faça o download de números agora [PDF, 114 KB] (Senha: GDD)

Agenda:

  • Introdução ao Serviço de Emendas do COI
  • Requerimentos para remeter uma solicitação
  • Bank of America – O banco de consultoria da ICANN
  • Perguntas e respostas

A língua utilizada nas sessões será o inglês.


Mais informações

Para perguntas, entre em contato com ICANN Global Support: GlobalSupport@icann.org.

# # #

Sobre a ICANN

A missão da ICANN é garantir uma Internet mundial estável, segura e unificada. Para contatar outra pessoa através da Internet você deve digitar um endereço no seu computador – um nome ou um número. Esse endereço deve ser único para que os computadores saibam onde encontrar-se entre si. A ICANN coordena esses identificadores únicos no mundo inteiro. Sem essa coordenação, não poderíamos ter uma Internet global. A ICANN, lançada em 1998, é uma corporação para o benefício público e sem fins lucrativos, com participantes de todo o mundo, dedicada a manter uma Internet segura, estável e interoperável. Promove a concorrência e elabora políticas sobre os identificadores únicos da Internet. A ICANN não controla conteúdos na Internet.  Não pode deter o spam nem trata questões sobre o acesso à Internet. Porém, através de sua função de coordenação do sistema de nomeação da Internet, ela tem uma influência importante na expansão e evolução da Internet. Para mais informações, visite: www.icann.org.


More Announcements
Domain Name System
Internationalized Domain Name ,IDN,"IDNs are domain names that include characters used in the local representation of languages that are not written with the twenty-six letters of the basic Latin alphabet ""a-z"". An IDN can contain Latin letters with diacritical marks, as required by many European languages, or may consist of characters from non-Latin scripts such as Arabic or Chinese. Many languages also use other types of digits than the European ""0-9"". The basic Latin alphabet together with the European-Arabic digits are, for the purpose of domain names, termed ""ASCII characters"" (ASCII = American Standard Code for Information Interchange). These are also included in the broader range of ""Unicode characters"" that provides the basis for IDNs. The ""hostname rule"" requires that all domain names of the type under consideration here are stored in the DNS using only the ASCII characters listed above, with the one further addition of the hyphen ""-"". The Unicode form of an IDN therefore requires special encoding before it is entered into the DNS. The following terminology is used when distinguishing between these forms: A domain name consists of a series of ""labels"" (separated by ""dots""). The ASCII form of an IDN label is termed an ""A-label"". All operations defined in the DNS protocol use A-labels exclusively. The Unicode form, which a user expects to be displayed, is termed a ""U-label"". The difference may be illustrated with the Hindi word for ""test"" — परीका — appearing here as a U-label would (in the Devanagari script). A special form of ""ASCII compatible encoding"" (abbreviated ACE) is applied to this to produce the corresponding A-label: xn--11b5bs1di. A domain name that only includes ASCII letters, digits, and hyphens is termed an ""LDH label"". Although the definitions of A-labels and LDH-labels overlap, a name consisting exclusively of LDH labels, such as""icann.org"" is not an IDN."