es

Atualização da transição do WHOIS “thick”

30 de junio de 2017

Cyrus Namazi

Además de estar disponible en los seis idiomas de las Naciones Unidas, este contenido también está disponible en

A transição do WHOIS "thin" para "thick" está em andamento e eu gostaria de fornecer uma atualização sobre o progresso e os últimos avanços.

Em primeiro lugar, gostaria de agradecer pelos esforços da equipe de revisão da implementação (IRT) do WHOIS "thick", registros e registradores que estão trabalhando juntos para concluir o que precisa ser feito para que a política entre em vigor de acordo com o cronograma de implementação previamente anunciado.

O operador de registro dos domínios .COM e .NET, a Verisign, cumpriu o prazo de 1º de maio para implementar o ambiente de teste e avaliação operacional (OT&E) para os registradores testarem a migração dos dados para a Verisign. Atualmente existem cerca de 37 registradores ativos que apresentaram transações de teste.

Em preparação para concluir a implementação e aceitar os dados do WHOIS "thick", a Verisign propôs alterações nos contratos entre registros e registradores (RRAs) para .COM e .NET a fim de proporcionar o marco legal necessário para que a Verisign possa começar a aceitar a transmissão de dados "thick" do registrador para o registro.

As alterações propostas alinhariam os RRAs de .COM e .NET com todos os outros domínios genéricos de primeiro nível (gTLDs) "thick" em termos do texto usado para o consentimento do registrante para a transmissão de informações de registro. As alterações propostas também incorporariam um texto semelhante ao da maioria dos outros contratos de registro no que diz respeito a notificar os registrantes sobre os motivos jurídicos pelos quais os nomes de domínio poderiam estar sujeitos a cancelamento ou transferência.

A organização da ICANN seguiu o procedimento para alteração de contrato entre registro e registrador publicado e encaminhou as alterações propostas para a análise do grupo de partes interessadas de registradores (RrSG).

O RrSG manifestou preocupações quanto a concordar com as alterações propostas devido a problemas relacionados à norma geral de proteção de dados (GDPR) da União Europeia, que entra em vigor em 25 de maio de 2018. Assim sendo, a próxima etapa descrita no procedimento é que a organização da ICANN consulte o operador de registro e o RrSG para resolver esses problemas.

De acordo com o procedimento, começamos as discussões individuais com ambas as partes em meados de maio. Em 22 de maio, a Verisign e o RrSG participaram de uma primeira teleconferência conjunta sobre essa questão. Essas discussões continuam e todas as partes estão colaborando de boa-fé para chegar a uma solução.

Em 20 de junho de 2017, a Verisign escreveu à ICANN solicitando uma extensão do prazo de 1º de agosto de 2017 para que a Verisign comece a aceitar dados do WHOIS "thick" de registradores [PDF, 3.7 MB], porque as alterações necessárias no RRA não tinham sido aprovadas e não entrarão em vigor até o prazo de 1º de agosto de 2017 para a primeira fase da implementação. Deve ser observado que a data de 1º de agosto de 2017 é um prazo opcional para os registradores começarem a enviar voluntariamente dados "thick" ao registro.

A carta da Verisign afirmava que seu ambiente de teste permanecerá disponível e eles continuarão envolvidos com a ICANN e o grupo de partes interessadas de registradores no que diz respeito ao RRA proposto. A Verisign observou que eles não identificaram no momento a necessidade de ampliar o prazo do WHOIS "thick" de 1º de maio de 2018 para todos os registros .COM e .NET nem para o prazo de 1º de fevereiro de 2019 para a conclusão da transição do WHOIS "thick".

Isso significa que, embora a Verisign possa cumprir o cronograma para os requisitos técnicos descritos na política, o marco legal do RRA, que é necessário para que ela comece a aceitar dados do WHOIS "thick" em 1º de agosto de 2017, ainda não foi aprovado.

Embora a organização da ICANN possa teoricamente aprovar as alterações propostas no RRA mesmo com as objeções do RrSG, a ICANN se esforça por obter consenso sempre que possível. Portanto, acreditamos que é vantajoso proporcionar mais tempo à Verisign, à ICANN e ao RrSG para que continuem as discussões na esperança de que cheguem a uma resolução, sem deixar de tomar medidas razoáveis para cumprir a política.

Para tanto, a organização da ICANN aprovou a solicitação da Verisign de uma ampliação de 120 dias do prazo de 1º de agosto de 2017 na política de transição do WHOIS "thick", de acordo com a qual a Verisign deve implementar um mecanismo de protocolo de provisionamento extensível (EPP) e um mecanismo alternativo de transferência em lote para .COM e .NET, para que os registradores migrem dados de registro para os nomes de domínio existentes. Com essa ampliação, a nova data para a conformidade da Verisign com a exigência é 29 de novembro de 2017.

A organização da ICANN atualizará a comunidade a respeito desta questão regularmente. Se as consultas sobre as alterações no RRA não avançarem de modo considerável, a organização da ICANN poderá buscar a orientação da diretoria da ICANN e da comunidade para definir o caminho a seguir.

Cyrus Namazi