es

O espírito de Fellowship

26 de junio de 2017

Janice Douma Lange

Además de estar disponible en los seis idiomas de las Naciones Unidas, este contenido también está disponible en

Parte três de uma série de quatro (leia a parte um e a parte dois)

O ICANN59 está chegando, e com ele a conclusão do pesquisa de 10 anos do Programa de Fellowship da ICANN, iniciada em março de 2017. Os resultados da pesquisa serão publicados em breve.

O público-alvo eram as 600 pessoas que participaram do programa desde que ele foi criado, em 2007. Nosso objetivo era entender e registrar a situação atual deles:

  • Eles ainda estão envolvidos com a ICANN? Se sim, como?
  • Se eles não estão mais participando, por quê? Como podemos fazer com que eles voltem a participar?

A boa notícia é que 70% dos mais de 300 entrevistados disseram que continuam participando como membros/observadores ou um nível mais alto, o que significa que, no mínimo, eles entraram em um grupo da comunidade. Os índices de envolvimento são altos nas comunidades regionais e na ICANN - 69% e 62%, respectivamente. Com essas estatísticas, podemos entender melhor em que parte do processo de aprendizagem eles estão e como ajudá-los a avançar.

As respostas da pesquisa trazem vários desafios diretos para a ICANN no ano que vem. Como criar soluções para incentivar a retomada da participação? Como reduzir as chances de que nossos Fellows deixem a comunidade? Também precisamos entender e encontrar maneiras de derrubar as barreiras à participação, que podem incluir: falta de informações sobre como participar, necessidade de financiamento, falta de informações sobre os eventos e falta de apoio dos empregadores.

Principais conclusões:

  • É necessário usar comunicação direcionada em setores fora da sociedade civil, com foco em países distantes e com menos representação.
  • A colaboração da comunidade pode ajudar a alocar os voluntários que já têm informações em setores e comunidades com lacunas.
  • O trabalho contínuo de informação da comunidade, treinamentos regional e sobre processos, divulgação de eventos e "vagas abertas" pode trazer voluntários inativos, mas dispostos a participar, de volta à ICANN.

Pontos de ação para o AF18:

  • Ampliar as informações sobre a participação e as práticas recomendadas para manter e alocar voluntários; aumentar as oportunidades de treinamento sobre políticas e segurança; divulgar os eventos em tempo hábil em todas as regiões. Trabalhar com os contatos de políticas da ICANN, os membros das equipes regionais de participação global de partes interessadas (GSE) e os comitês de comunicação interna e externa da comunidade.
  • Identificar os desafios que impedem a participação, desenvolver soluções para levar as pessoas de volta às regiões, aos setores ou às comunidades de interesse delas. Fazer parcerias com as equipes de GSE e políticas, se for o caso, mas também com voluntários experientes da ICANN que possam trabalhar como mentores.

Para concluir, queremos destacar vários membros da comunidade africana que participam ativamente da ICANN desde que entraram no Programa de Fellowship:

Mistura Aruna, Nigéria – Comitê Consultivo para Assuntos Governamentais (GAC)

Roger Baah, Gana – Organização Regional At-Large da África (AFRALO) e orientador de Fellowship

Pascal Bekano, Camarões – AFRALO e NCUC (Grupo constituinte de usuários não comerciais) – Grupo de Trabalho de revisão da Organização de Nomes Genéricos (GNSO)

Tijani Ben Jamma, Tunísia – Vice-presidente, liderança do Comitê Consultivo At-Large (ALAC)

Andreas Dlamini, Suazilândia – GAC

Beran Dondeh Gillen, Gâmbia – ALAC África

Grace Githaiga, Quênia – Comitê executivo do NCUC, África (antiga)

Ines Hfaiedh, Tunísia – Comitê executivo do NCUC, África (atual)

Sarah Kiden, Uganda – Secretaria, AFRALO

Mamadou LO, Senegal – Orientador de Fellowship e ativista de governança da Internet

Vincent Ngundi, Quênia – GAC

Abibu Ntahigiye, Tanzânia - Conselheiro da Organização de Apoio para Nomes de Domínio com Código de País (ccNSO)

Seun Ojedeji, Nigéria – CCWG-Responsabilidade

Souleymane Oumtanaga, Costa do Marfim – Conselheiro da ccNSO

Lawrence Owalale Roberts, Nigéria – Mentor do grupo constituinte de negócios

Se quiser receber informações sobre como participar do Programa de Fellowship ou se quiser fazer algum comentário, escreva para fellowships@icann.org.

Janice Douma Lange