Skip to main content

Grupo de análise para fazer analises independentes do Comitê de Nomeação.

Esta página também está disponível em:

7 de junho de 2017 – A Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números (ICANN) designou um Grupo de análise para realizar uma análise independente do Comitê de Nomeação da ICANN (NomCom). Segundo os Estatutos, essa análise faz parte do comprometimento da ICANN com sua própria evolução e melhoria, sua prestação de contas e transparência. A análise começará de imediato e deveria finalizar em 2018.

A seleção de uma examinadora independente seguiu um rigoroso processo de aquisição da ICANN. Este processo inclui a avaliação independente dos materiais enviados, das apresentações das propostas com o escore mais alto, das entrevistas de seguimento e da checagem das referências. O processo foi dirigido pela Organização ICANN e validada pelo Comitê de Eficácia Organizacional da Diretoria, responsável pela supervisão do processo de análises organizacionais da ICANN.

Os critérios de seleção da examinadora independente foram criados em colaboração com o GT de revisão do NomCom. Os critérios destacaram aspectos como a expertise na aquisição de talentos, o procedimento de seleção da diretoria e a experiência no setor de instituições sem fim lucrativo. Além disso, foram avaliados critérios relacionados com a capacidade para entender tarefas assinadas, metodologias propostas, conhecimentos da ICANN e a capacidade de independência da equipe de análise proposta.

  • Você é ex candidato/a ou atual candidato/a para ser selecionado pelo NomCom?
  • Você é uma ex/atual pessoa indicada pelo NomCom?
  • Você é um ex/atual membro do NomCom?

Se sua resposta for afirmativa, gostaríamos entrar em contato com você. Se você irá à reunião ICANN59 e se quer marcar uma entrevista individual com a examinadora independente, o Grupo de Análise, entre em contato com lars.hoffmann@icann.org assim que possível.

O NomCom também publicará uma pesquisa em setembro de 2017 e gostaríamos de receber suas opiniões. Busque mais informações sobre essa pesquisa depois da reunião ICANN59.

Histórico

O NomCom é um comitê independente incumbido de identificar e selecionar indivíduos para cargos de liderança na ICANN. Os Estatutos da ICANN convocam o NomCom para fazer uma série de indicações especificadas para fazer parte da Diretoria da ICANN, do Conselho da Organização de Apoio para Nomes Genéricos, do Conselho da Organização de Apoio para Nomes com códigos de países e do Comitê Consultivo At-Large..

O objetivo dessa análise do NomCom estipulada nos Estatutos é determinar (i) se o NomCom tem um objetivo contínuo na estrutura da ICANN, (ii) se for afirmativo, se é necessário fazer alguma alteração na estrutura ou nas operações para melhorar sua eficiência e (iii) se o NomCom presta contas a seus grupos constitutivos, grupos de partes interessadas, organizações e outros setores interessados. A análise também avaliará se as melhorias decorrentes da última análise (2007-2010) foram efetivas.

O Grupo de Análise

O Grupo de Análise é liderado pelo Dr. Greg Rafert e está formado pelos especialistas Dr. Mark Engle e Dr. William Brown. O Grupo de Análise tem uma profunda experiência em práticas e pesquisas de análise de estruturas de governança sem fins lucrativos (incluindo organizações de voluntários) e em como as organizações podem gerar conselhos de diretores mais efetivos. A equipe já trabalhou com a ICANN no passado, por exemplo, na Revisão da Central de Marcas Registradas e em uma Pesquisa econômica de duas etapas para avaliar o nível de concorrência no espaço de nomes de domínio. Seus conhecimentos sobre a bibliografia de administração de organizações sem fins lucrativos, e também suas contribuições, permitirão que a equipe ofereça recomendações concretas e funcionais para o NomCom. Para mais informações sobre o Grupo de Análises, visite o website do grupo.

  • William A. Brown é professor no Bush School of Government and Public Service na Texas A&M University, onde tem o cargo de diretor de programas para o Certificado em Gestão de instituições sem fins lucrativos. As pesquisas do Dr. Brown estão focadas em governança, estratégias e eficácia organizacional de instituições sem fins lucrativos. Ele é autor de inúmeras matérias de pesquisa, relatórios técnicos e várias publicações sobre práticas.
  • Mark Engle é diretor do Association Management Center em Chicago, (EUA), onde ele busca gerar e compartilhar novas pesquisas que contribuam para o crescimento da profissão de administração de associações. O Dr. Engle é doutor em administração e é um autor e palestrante frequente em questões de governança e organizações de alto desempenho.
  • Greg Rafert é vice-presidente na Analysis Group , onde ele se especializa na aplicação da teoria econômica na estratégia, políticas de negócios e questões vinculadas a litígios. O Dr. Rafert tem participado de inúmeros projetos sobre estratégias e políticas empresariais envolvendo companhias tecnológicas e organizações sem fins lucrativos. Ele também tem liderado várias análises independentes no passado, encomendadas pela ICANN.

More Announcements
Domain Name System
Internationalized Domain Name ,IDN,"IDNs are domain names that include characters used in the local representation of languages that are not written with the twenty-six letters of the basic Latin alphabet ""a-z"". An IDN can contain Latin letters with diacritical marks, as required by many European languages, or may consist of characters from non-Latin scripts such as Arabic or Chinese. Many languages also use other types of digits than the European ""0-9"". The basic Latin alphabet together with the European-Arabic digits are, for the purpose of domain names, termed ""ASCII characters"" (ASCII = American Standard Code for Information Interchange). These are also included in the broader range of ""Unicode characters"" that provides the basis for IDNs. The ""hostname rule"" requires that all domain names of the type under consideration here are stored in the DNS using only the ASCII characters listed above, with the one further addition of the hyphen ""-"". The Unicode form of an IDN therefore requires special encoding before it is entered into the DNS. The following terminology is used when distinguishing between these forms: A domain name consists of a series of ""labels"" (separated by ""dots""). The ASCII form of an IDN label is termed an ""A-label"". All operations defined in the DNS protocol use A-labels exclusively. The Unicode form, which a user expects to be displayed, is termed a ""U-label"". The difference may be illustrated with the Hindi word for ""test"" — परीका — appearing here as a U-label would (in the Devanagari script). A special form of ""ASCII compatible encoding"" (abbreviated ACE) is applied to this to produce the corresponding A-label: xn--11b5bs1di. A domain name that only includes ASCII letters, digits, and hyphens is termed an ""LDH label"". Although the definitions of A-labels and LDH-labels overlap, a name consisting exclusively of LDH labels, such as""icann.org"" is not an IDN."