Skip to main content

Atualização de estados do Grupo de Trabalho de Especialistas sobre os serviços de Diretório de gTLD

Esta página também está disponível em:

To Submit Your Comments (Forum)

A ICANN iniciou uma viagem para reinventar o atual sistema WHOIS. Ajude o Grupo de Trabalho de Especialistas (EWG – Expert Working Group) a conceber um sistema melhor unindo-se ao debate na reunião da ICANN em Buenos Aires e on-line.

O Grupo de Trabalho de Especialistas (EWG) sobre Serviços de Diretório de gTLD tem trabalhado para conceber uma abordagem inteiramente nova para satisfazer ainda mais as necessidades que a comunidade da Internet global tem de dados de registro de nomes de domínio com maior nível de privacidade, precisão e prestação de contas. Em seu Relatório Inicial [PDF, 1.70 MB], publicado em junho, o EWG recomendou uma série de princípios e propôs um modelo para o Serviço de Diretório de Registros (RDS – Registration Directory Service) da próxima geração para substituir o sistema WHOIS atual.

Antes do início da Reunião ICANN-48 em Buenos Aires, o EWG publicou um Relatório de Atualização de Estados [PDF, 2.26 MB] que fornece uma percepção mais profunda da análise do EWG e que destaca seu parecer atual sobre questões chave, depois de uma maior exploração de áreas abertas e de uma consideração apurada de todos os comentários da Comunidade, recebidos no Relatório Inicial. Como as deliberações do EWG ainda estão em andamento, espera-se que este relatório forneça alguma compreensão das recomendações da equipe, responda perguntas e estimule um diálogo dinâmico na Comunidade em Buenos Aires e nos comentários on-line.

Os principais assuntos destacados neste Relatório de Atualização de Estados [PDF, 2.26 MB] incluem:

  • Identificar os dados que serão disponibilizados livremente em forma anônima e aqueles que poderiam exigir um acesso limitado e autenticado, mediante acreditação para fins de autorização.
  • Detalhes sobre os princípios para melhores serviços de privacidade ou proxy e uma proposta para credenciais protegidas e seguras para ser usadas por indivíduos em situação de risco.
  • Sugestões para melhorar a qualidade dos dados através da validação da padronização, de checagens periódicas e de contatos pré-validados.
  • Consideração sobre questões jurisdicionais e legislações aplicáveis, notadamente, a legislação de proteção de dados.
  • Sugestões para garantir abordagens harmonizadas à proteção de dados e medidas de segurança, e marco para que as corporações estejam obrigadas a cumprir as obrigações de proteção de dados.
  • Pesquisa sobre como os protocolos técnicos existentes poderiam ser utilizados pelo modelo de implantação recomendado pelo EWG (como o protocolo RDAP ou EPP, em fase de desenvolvimento pelo grupo de tarefas IETF).
  • Comparação do atual sistema WHOIS (melhorado no RAA 2013) com o serviço de diretório de dados de registro da próxima geração recomendado pelo EWG.
  • Descrição de vários modelos de implantação examinados pelo EWG, incluindo uma comparação detalhada de vantagens e desvantagens.

As idéias apresentadas neste Relatório de Atualização de Estados são trabalhos em andamento, não são recomendações consensuadas e poderão ser atualizadas pelo EWG em Buenos Aires. O EWG espera usar os comentários e opiniões da Comunidade e pesquisar as áreas específicas para elaborar recomendações baseadas nos fatos, que serão incluídas em seu Relatório Final.

Una-se à discussão

Há várias maneiras de participar desta viagem para conceber um sistema melhor:

Continuação

Pela complexidade da tarefa em questão e pela importância de basear quaisquer serviços de diretório de dados de registro (RDS) de próxima geração na firme compreensão de quais seriam os possíveis benefícios e impactos decorrentes desses serviços, o EWG ainda não completou suas recomendações, mas planejou completá-las no começo de 2014, uma vez que tenha sido informado acerca dos comentários e opiniões da Comunidade e da análise exaustiva das áreas selecionadas. O EWG espera reunir-se em março de 2014 para encaminhar recomendações baseadas em fatos, e entregar seu relatório final ao Comitê da ICANN antes de junho de 2014.

Antecedentes

Em dezembro, a ICANN anunciou a criação de um Grupo de Trabalho de Especialistas (EWG – Expert Working Group) sobre Serviços de Diretório de Registro de gTLD de próxima geração, como um primeiro passo para concretizar a diretiva do Comitê da ICANN de redefinir o objetivo e o fornecimento de dados de registro de gTLD. Espera-se que os achados do EWG sirvam como base para ajudar a GNSO a criar uma nova política global para o suprimento de dados de registro dos gTLD.

Um marco importante foi alcançado no dia 24 de junho de 2013 com a publicação do Relatório Inicial do Grupo de Trabalho de Especialistas sobre Serviços de Diretório de gTLD (EWG) e das Perguntas Mais Frequentes, abrindo um período de consultas com a comunidade da ICANN. O relatório inicial [PDF, 1.70 MB] enumerou os usuários, objetivos, dados, princípios recomendados e características, além de um modelo proposto para orientar o desenvolvimento de um Serviço de Diretório de Registro da próxima geração (RDS) para substituir o WHOIS.

O relatório inicial foi acompanhado por um questionário que solicitava desde comentários e opiniões da comunidade sobre áreas complexas que precisam ser analisadas ainda mais, até o rascunho das recomendações consensuadas. Enquanto eram recebidos os comentários sobre o relatório inicial completo, dois assuntos receberam a maior quantidade de comentários e opiniões: a recomendação do EWG de substituir um WHOIS inteiramente anônimo, que tem um paradigma de acesso limitado, e o modelo sugerido de implementação do sistema RGS Agregado (ARDS – Aggregated RDS).

O Relatório de Atualização de Estados do EWG [PDF, 2.26 MB] visa pôr em destaque o pensamento atual do EWG sobre essa e sobre muitas outras questões chave, depois de ter feito uma cuidadosa consideração de todos os comentários e opiniões recebidos até o presente. Também fornece muitos detalhes sobre a análise que está por trás do Relatório Inicial [PDF, 1.70 MB], conforme solicitado pela comunidade.

Mais informações

O trabalho do EWG procede da diretiva do Comitê no sentido de redefinir o objetivo e o fornecimento de dados de registro de gTLD, enquanto questões relativas à precisão e ao acesso de dados são balançadas com salvaguardas para proteção de dados. O EWG levou em conta o importante trabalho da comunidade feito durante a última década pela GNSO, o SSAC, a Equipe de Revisão de WHOIS, o GAC e outros.

O Relatório Inicial do EWG [PDF, 1.70 MB] reflete a visão consensuada do EWG no que tange aos princípios e às características do projeto necessários em um novo sistema RDS, junto a um Modelo proposto que ilustra como eles poderiam ser concretizados no ecossistema de domínios da ICANN. Para mais informações, consulte Perguntas Mais Frequentes preparado pelo EWG depois de seu Relatório Inicial.

Sumário Executivo do Relatório Inicial

Relatório Inicial

Arquivos de consulta

Para ver as atividades do Grupo de Trabalho de Especialistas, consulte EWG wiki.


More Announcements
Domain Name System
Internationalized Domain Name ,IDN,"IDNs are domain names that include characters used in the local representation of languages that are not written with the twenty-six letters of the basic Latin alphabet ""a-z"". An IDN can contain Latin letters with diacritical marks, as required by many European languages, or may consist of characters from non-Latin scripts such as Arabic or Chinese. Many languages also use other types of digits than the European ""0-9"". The basic Latin alphabet together with the European-Arabic digits are, for the purpose of domain names, termed ""ASCII characters"" (ASCII = American Standard Code for Information Interchange). These are also included in the broader range of ""Unicode characters"" that provides the basis for IDNs. The ""hostname rule"" requires that all domain names of the type under consideration here are stored in the DNS using only the ASCII characters listed above, with the one further addition of the hyphen ""-"". The Unicode form of an IDN therefore requires special encoding before it is entered into the DNS. The following terminology is used when distinguishing between these forms: A domain name consists of a series of ""labels"" (separated by ""dots""). The ASCII form of an IDN label is termed an ""A-label"". All operations defined in the DNS protocol use A-labels exclusively. The Unicode form, which a user expects to be displayed, is termed a ""U-label"". The difference may be illustrated with the Hindi word for ""test"" — परीका — appearing here as a U-label would (in the Devanagari script). A special form of ""ASCII compatible encoding"" (abbreviated ACE) is applied to this to produce the corresponding A-label: xn--11b5bs1di. A domain name that only includes ASCII letters, digits, and hyphens is termed an ""LDH label"". Although the definitions of A-labels and LDH-labels overlap, a name consisting exclusively of LDH labels, such as""icann.org"" is not an IDN."