fr

Selecionados do comitê de nomeação do ICANN 2009

28 août 2009

En plus des six langues des Nations Unies, ce contenu est aussi disponible en

O comitê de nomeação do ICANN 2009 (NomCom) concluiu suas seleções para nove posições de liderança dentro do ICANN.

A presidente do conselho do NomCom, Tricia Drakes, afirmou: "Temos o prazer de anunciar os selecionados deste ano para liderança do ICANN. Incluem indivíduos com grandes feitos da Rússia, Índia, Malásia, Jamaica, Argentina, Chile e Estados Unidos. O trabalho árduo do comitê nos deu um resultado que acreditamos equilibrar a continuidade e a diversidade e inclui a seleção do membro mais jovem já participante na diretoria do ICANN. Adicionamos alguns rostos novos aos já existentes, mas acredito que a comunidade concordará que há uma experiência real e profunda também."

O NomCom é encarregado do recrutamento e seleção de uma parte da liderança da comunidade do ICANN. O NomCom trabalha para garantir que, no geral, a liderança do ICANN seja diversa em geografia, cultura, habilidades, experiência e perspectiva. Os critérios básicos são que os nomeados são pessoas de integridade, objetividade e julgamento, podem ajudar nas tomadas de decisões do grupo, podem trabalhar de maneira eficaz por meio do inglês, têm um entendimento da missão e do trabalho do ICANN, estão comprometidos com seu sucesso, contribuem para a especialidade profissional, cultural e geográfica, e podem trabalhar por muito tempo e bastante, como voluntários que trabalham com base na confiança pública global.

O NomCom avaliou mais de oitenta candidatos, sendo muitos deles anormalmente fortes, com relação a critérios importantes definidos pelas leis do ICANN. O comitê também queria incluir alguns dos candidatos com habilidades, especialidade e experiência em algumas das novas áreas importantes em que o ICANN pode enfrentar desafios na organização nos próximos anos, incluindo IDNs (nomes de domínios internalizados). O comitê levou muito a sério a importância cada vez maior da diretoria independente e, ao fazer isso, descobriu-se incapaz de nomear para a diretoria alguns candidatos muito experientes que poderia, caso contrário, ter indicado.


Diretoria do ICANN

Rajasekar Ramaraj, Índia (segundo mandato)

Gonzalo Navarro, Chile

George Sadowsky, Estados Unidos

ALAC

James Seng, cidadão da Malásia, morador da China

Carlton Samuels, Jamaica

Dave Kissoondoyal, Ilhas Maurícius

Conselho GNSO

Olga Cavalli, Argentina (segundo mandato)

Andrey Kolesnikov, Federação russa

Conselho ccNSO

J. Beckwith Burr (Becky), Estados Unidos (segundo mandato)

As biografias dos indicados são reproduzidas a seguir. Os nomeados ocuparão seus cargos no fim da assembleia anual do ICANN em Seul, Coreia, em 30 de outubro de 2009.

O comitê de nomeação deste ano recebeu 86 declarações de interesse de candidatos do mundo todo, durante seu período de nomeação aberta, de 2 de dezembro de 2008 a 15 de abril de 2009. Setenta e um dos candidatos de 2009 eram homens e quinze eram mulheres. O número de candidatos por região deste ano foi:

  • 10 da África,
  • 24 da Ásia/Austrália/Pacífico
  • 23 da Europa
  • 12 da América Latina/Caribe.
  • 17 da América do Norte

Para obter mais informações sobre o NomCom, visite http://nomcom.icann.org/


Biografias dos selecionados

Diretoria

Rajasekar Ramaraj é de nacionalidade indiana e fundador da Sify Limited, a pioneira e líder em serviços de Internet, rede e comércio eletrônico da Índia. A indicação de Ramaraj para um segundo mandato manterá uma continuidade de experiência na diretoria e garantirá que sua valiosa experiência continue a estar disponível para o Comitê de finanças, que ele preside, e também para os comitês de remuneração e risco dos quais ele participa.

Ramaraj foi selecionado pela primeira vez pelo Comitê de nomeação de 2006 para trabalhar como diretor, de outubro de 2006, até a reunião anual do ICANN em outubro de 2009. Ele trabalhará três anos mais, com seu mandato sendo concluído no fim de 2012.

Fora de suas atividades no ICANN, Ramaraj trabalha meio período como parceiro/mentor de investimento de risco na Sequoia Capital e também é membro da junta global de fideicomissionários de TiE (os empreendedores indus).

Gonzalo Navarro é de nacionalidade chilena e associado, parte da IT Practice at Morales & Besa, renomado escritório de advocacia chileno. Com trinta e três anos, Gonzalo é o diretor mais jovem já indicado para a diretoria do ICANN. No entanto, Gonzalo já trabalhou mais de seis anos no Comitê consultivo do governo representando o Chile e tem experiência significativa em negociações de comércio internacional e também governança da Internet.

A formação de Gonzalo inclui qualificações em lei de informática e telecomunicações da Universidad de Chile e um mestrado em direito (LLM) na Universidade de Colúmbia, Nova York.

De 2001 a 2007, Gonzalo trabalhou como consultor sênior em Assuntos internacionais, na Subsecretaria de telecomunicações do Chile. Nessa função, Gonzalo representou o Chile no Comitê consultivo do governo do ICANN durante mais de seis anos. Ele também foi consultor do governo chileno para a implementação de políticas públicas geradas a partir de processos internacionais, negociou e escreveu normas de telecomunicações em vários Acordos de livre comércio (incluindo o ALC entre Chile e EUA e o ALC entre Chile e China) e foi representante permanente do Chile na União de telecomunicações internacionais (ITU), na Cúpula mundial sobre a sociedade da informação (WSIS), no Fórum de governança da Internet, CITEL e APEC TEL.

Gonzalo foi nomeado para um mandato de três anos na diretoria, que começará depois da assembleia anual do ICANN em Seul, em 30 de outubro de 2009 e continuará, até a assembleia anual em 2012.

George Sadowsky estudou e deu aulas de matemática em Harvard e fez seu doutorado em economia em Yale. Ele trabalhou como matemático e programador e dirigiu centros de computação na Instituição de Brookings, Northwestern University e New York University. Nas Nações Unidas, ele apoiou projetos de ajuda técnica e trabalhou em mais de 50 países em desenvolvimento. Ele é consultor, entre outras coisas, para o Tesouro dos EUA, UNDP, USAID, W3C, o governo suíço e o Banco Mundial. Participou de diretorias da AppliedTheory Corporation, das redes educacionais CREN e NYSERNet e da Sociedade da Internet, onde dirigiu workshops de treinamento de rede de países em desenvolvimento do ISOC. Mais recentemente, foi diretor-executivo do GIPI, a Iniciativa de política global da Internet. Ele escreveu e deu amplas palestras sobre ICT e desenvolvimento.


ALAC

James Seng foi nomeado como membro do Comitê consultivo livre da Ásia/Austrália/Pacífico. James trará sua experiência significativa sobre IDN (nomes de domínios internacionalizados) para discussões desse comitê e pode também compartilhar sua experiência de questões da Internet em vários países asiáticos, incluindo Malásia, Cingapura e China, onde mora agora.

James é o CEO da Zodiac Holdings, empresa focada em IDN gTLDs na Ásia. Também é diretor de tecnologia da Shanghai Synacast Media Tech. Co, membro do Comitê executivo da Rede de educação e pesquisa avançada de Cingapura e membro do Comitê de Internet e novas mídias da Autoridade de desenvolvimento de mídia de Cingapura.

Anteriormente, James foi sócio da Thymos Capital LLP, de 2007 a 2008, e trabalhou como diretor assistente de redes de última geração na Autoridade de desenvolvimento de telecomunicações Cingapura de 2003 a 2006. James está ou esteve envolvido em vários grupos e comitês relacionados à Internet, incluindo o IPv6 Task Force da Ásia-Pacífico, o Internet Engineering Task Force, o Comitê de implementação de registro de IDN do ICANN, o Comitê técnico de nome de domínio do Centro de informações de rede de Cingapura e a Associação de Internet da Ásia-Pacífico. Ele também trabalhou como co-presidente do IDN Working Group, da Internet Engineering Task Force, de 1999 a 2003 e como presidente do iDNS Working Group, Asia Pacific Networking Group, de 1998 a 2000.

A formação de James inclui Bacharelado em Tecnologia da informação, Engenharia de software, na Australian National University, de 1996 a 1999

Carlton Samuels foi nomeado como membro do Comitê consultivo livre da América latina/Caribe. Carlton traz experiência e conhecimento caribenhos significativos e também habilidade de facilitar a criação de consenso na comunidade da Internet latino-americana com seu trabalho como secretariado LACRALO.

Carlton trabalha como consultor e palestrante adjunto na Information Science Faculty of Humanities & Education na University of the West Indies em Mona Kingston, Jamaica. Ele é cidadão americano e jamaicano.

Antes, Carlton trabalhou como Diretor de informações e diretor de universidade da University of West Indies, Diretor gerente da Mona Informatix, como secretário para a .jm ccTLD e vice-presidente de sistemas de rede da Neal & Massy Corporation e como executivo sênior com responsabilidade pelo segmento regional de rede e telecomunicações para a maior multinacional com sede no Caribe.

As posições voluntárias atuais e anteriores de Carlton incluem ser membro da fundação e secretário atual para a Organização consultiva livre regional do Caribe e da América Latina (LACRALO), membro das juntas consultivas da Microsoft Partners in Learning da Junta consultiva do projeto das universidades caribenhas para Educação à distância integrada (CUPIDE). Carlton também foi membro da CARICOM ICT Task Force, posição de liderança de ICT regional encarregado do desenvolvimento de uma estrutura de política de ICT coesa para os governos caribenhos.

A formação de Carlton inclui graduação em Ciências naturais na University of the West Indies, pós-graduação em gestão de sistemas de informação na George Mason University, EUA e certificado de pós-graduação em estratégia corporativa da School of Management no MIT.

Dave Kissoondoyal foi nomeado membro do Comitê consultivo livre da África. Dave será um recurso valioso para a ALAC, devido à sua experiência na governança da Internet e na Sociedade da Internet, cujo capítulo das Ilhas Maurícios ele fundou. Dave é diretor de Tecnologia da informação na Teleforma (Ilhas Maurícius), Ltd - empresa majoritariamente dos EUA.

Antes, Dave era Diretor técnico de grupo e Diretor de tecnologia do Grupo de empresas Bowman. Dave é membro do Conselho consultivo Public Interest Registry .ORG, membro da African Stakeholders Network (ASN) da United Nations Information and Communication Technologies Task Force e foi embaixador da Sociedade da Internet na Cúpula mundial sobre Sociedade da Internet (WSIS).

Os outros trabalhos voluntários de Dave incluem atuar, diferentes vezes, como secretário, tesoureiro e presidente (CEO) da Save Children Mauritius. Ele também fundou a Sociedade da Internet das Ilhas Maurícius e é seu presidente.

A formação de Dave inclui qualificação em eletrônica na University of Mauritius, em gestão de sistemas de informação do Mauritius Institute of Management / University of Surrey, Reino Unido e em eletrônica da City and Guilds do London Institute. Fala inglês, francês e Hindi.


Conselho GNSO

Olga Cavalli foi novamente nomeada para um segundo mandato como membro do conselho GNSO. Participa do conselho desde novembro de 2007 e fortalecerá a continuidade e a experiência, em um momento em que o GNSO passa por mudanças. Olga é de nacionalidade argentina e especialista em TI com experiência significativa em governança da Internet e regulamentações de telecomunicações e da Internet, pesquisa de mercado, análise competitiva e planejamento estratégico e de marketing. Atualmente, Olga trabalha como consultora privada envolvida no desenvolvimento de projetos de acesso em áreas rurais da Argentina usando redes de fibra óptica e redes sem fio, e como professora universitária na Universidad de Buenos Aires.

Antes, Olga trabalhou como consultora sênior no Ministério de negócios estrangeiros da Argentina, consultora técnica da comissão para o Projeto de lei Cybercime, um projeto conjunto do Ministério de negócios estrangeiros e do Ministério da justiça da Argentina. Também foi consultora da Secretaria de comércio internacional do Ministério de negócios estrangeiros com relação à exportação de software e serviços e produtos de TI e consultora sobre Sociedade da informação, trabalhando em regulamentações e infraesturura de telecomunicações, Internet, divisor digital e serviço universal. Olga também trabalhou como consultora regional da Detecon GmbH Germany (empresa de consultoria Deutsche Telekom) e como diretora da ATLANTIC CONSULTING S.A.

As outras atividades de Olga, passadas e atuais, incluem ser secretária da assembleia de ISOC da Argentina, membro permanente dos ICTs and UN Millennium Development Objectives for the Latin America and Caribbean Region, coordenadora geral do fórum mundial sobre "Engenharia, mulheres e negócios", que ocorrerá em Buenos Aires, Argentina, em 2010, membro do Grupo consultivo multidisciplinar (MAG) para o Fórum de governança da Internet e coordenadora do Grupo de trabalho de governança da Internet no Plano de ação regional da América Latina e do Caribe para a Sociedade da informação eLAC 2010.

A formação de Olga inclui um doutorado e mestrado em Adminitração de empresas e um mestrado em Regulamentação de telecomunicações.

Andrey Kolesnikov foi nomeado para o Conselho GNSO. Ele é cidadão da Federação russa e Diretor do Centro de coordenação para códigos de países .RU. Andrey trará novas ideias e experiência para a comunidade de códigos de países para as discussões do GNSP e poderá ajudar a compartilhar as experiências de códigos de países no IDN.

Antes, Andrey era Diretor de desenvolvimento de mídia da Golden Telecom, operadora de telecomunicações CIS/Russa.

Suas posições voluntárias anteriores incluem trabalho com a Transatlantic Partners Against AIDS e trabalho em painel de alto nível de peritos sobre ICT para a ONU em 2000.

A formação de Andrey inclui estudos em tecnologia de semicondutores no Instituto de química aplicada de Moscou.


Conselho ccNSO

J. Beckwith Burr (Becky) é cidadã dos EUA e foi novamente nomeada para o Conselho ccNSO, em que trabalhará em seu segundo mandato. A renomeação de Becky permitirá que ela continue contribuindo para a carga política cada vez maior do ccNSO, compartilhando suas ideias como advogada bem-sucedida com longa experiência em questões da Internet desde antes da criação do ICANN.

Becky é sócia do escritório de advocacia Wilmer Cutler Pickering Hale e Dorr em Washington D.C., onde é especializada em regulamentações de telecomunicações e Internet, comércio eletrônico, privacidade das informações e segurança e governança da Internet. Também é professora adjunta de direito na George Washington University.

Antes, Becky trabalhou de 1997 a setembro de 2000 como Diretora administrativa adjunta de assuntos internacionais na administração nacional de informações e telecomunicações do Departamento de comércio dos EUA e de 1996 a 2000 no Grupo de trabalho da Casa Branca sobre comércio eletrônico como editora principal de "A Framework for Global Electronic Commerce" (Uma estrutura para o comércio eletrônico global) (junho de 1997). Becky também fez parte do grupo de trabalho de Nome de domínio que foi responsável pela elaboração das fichas técnicas. A formação de Becky inclui um bacharelado na Universidade de Yale e doutorado do Centro de direito da Universidade de Georgetown. Seu outro trabalho voluntário inclui ou incluiu associação à Junta consultiva do BNA Privacy and Security Law Report, associação da diretoria de fundação da Associação internacional de profissionais de privacidade e a junta consultiva da Privacy and American Business, e presidente da diretoria do Kingsbury Center Washington, D.C.