ru

Analisando o panorama mais amplo: reflexão um ano depois do anúncio da transição da administração da IANA

19 марта 2015

Theresa SwinehartTheresa Swinehart, SVP, Global Domains and Strategy, Co-Deputy to the President and CEO

В дополнение к языкам, использующимся в ООН, этот материал также доступен на

null

Sessão de trabalho no ICANN 52 em Cingapura, fevereiro de 2015

O último sábado, 14 de março, foi o aniversário de um ano do anúncio da NTIA de sua intenção de transferir a administração das funções da IANA para a comunidade global de várias partes interessadas da Internet. Desde então, o trabalho e a dedicação das partes interessadas de todo o mundo para desenvolver uma proposta de transição foram impressionantes. Mesmo assim, sempre me perguntam: "o que está acontecendo agora? Onde está a proposta?"

Como muitos de vocês, estou acompanhando esses processos todos os dias, seja respondendo e-mails ou participando de teleconferências e reuniões em todo o mundo para aumentar a conscientização e falar sobre a transição e o trabalho para aumentar a responsabilidade da ICANN perante as partes interessadas e promover a participação da comunidade. É claro que nem todos estão tão envolvidos e o trabalho dos grupos de várias partes interessadas pode ser complicado, seu progresso nem sempre é tangível. Mas o que ocorreu desde o anúncio de março é notável e é uma demonstração do trabalho conjunto da comunidade para atingir esse marco histórico.

Então o que ocorreu é – vale a pena voltar para destacar o que foi realizado:

A comunidade se desenvolveu e já se aprofundou em dois processos paralelos:

  • Transição da administração da IANA, concentrado em oferecer uma proposta para a transição da administração das funções da IANA para a comunidade de várias partes interessadas; e
  • Aprimoramento da responsabilidade da ICANN, concentrado em garantir que a responsabilidade da ICANN seja mantida mesmo sem sua relação contratual histórica com o governo dos Estados Unidos.

Para orientar esses processos, a comunidade criou grupos de trabalho transparentes, diversificados e com várias camadas para promover a discussão e, dentro desses grupos, desenvolver métodos e sistemas de trabalho para determinar o consenso. Os representantes de mais de 50 países e a comunidade de negócios estão trabalhando juntos para contribuir com a discussão.

Com ajuda de nossos amigos dos grupos de trabalho, a liderança das SOs/ACs e o apoio da equipe interna para a transição, calculamos que (até 14 de março de 2015):

Teleconferências e reuniões: Os grupos de trabalho realizaram mais de 115 teleconferências e seis reuniões presenciais. A duração dessas teleconferências e reuniões chega a mais de 245 horas, sem incluir as inúmeras horas de redação, preparação de teleconferências, finalização dos documentos, avaliação de comentários públicos e compartilhamento de informações.

Troca de mensagens da lista de e-mails: Os grupos de trabalho trocaram mais de 12.446 e-mails através das mais de 30 listas de e-mails da comunidade arquivadas publicamente, dedicadas a discussões sobre a transição e os processos de responsabilidade.

Discussões globais: A equipe de participação global de partes interessadas e a liderança da ICANN participaram de aproximadamente 219 eventos em todo o mundo, aumentando a conscientização entre várias partes interessadas e discutindo os detalhes da transição. É importante observar que esse número não inclui a participação em seminários na Web, várias sessões realizadas no mesmo evento, nem eventos em que a equipe da ICANN não pode participar.

Parece que ninguém poupou esforços nessa tarefa significativa. Quero agradecer mais uma vez a todos os envolvidos nesses processos e às pessoas que nos deram apoio dentro da ICANN e da comunidade mais ampla da Internet. Não poderíamos avançar sem vocês!

Como Larry King, administrador da NTIA, disse recentemente: "Acho que como a transição da IANA é a demonstração mais direta e concreta do modelo com várias partes interessadas em funcionamento para solucionar uma questão difícil, que envolve todos os membros da comunidade, tanto nos Estados Unidos quanto em outras partes do mundo, tanto na sociedade civil quanto na comunidade técnica, ela é a melhor prova de que esse processo é poderoso e dá resultados, e de que todos devemos valorizar e proteger esse modelo".

Sim, nossa comunidade está sendo observada por todos para ver se o modelo com várias partes interessadas funciona. A NTIA tem certeza, eu tenho certeza e vocês também deveriam ter certeza de que juntos podemos superar esse teste. Vamos atingir esse objetivo histórico.

-TS

Theresa Swinehart
Theresa Swinehart
SVP, Global Domains and Strategy, Co-Deputy to the President and CEO

Theresa Swinehart

Read biographyRead biography