Skip to main content

Welcome to the new ICANN.org! Learn more, and send us your feedback. Dismiss

Resources

Conselho da ICANN aos Profissionais de TI Sobre Questões Relacionadas à Identificação e à Mitigação de Colisão de Nomes

Los Angeles, Califórnia… A ICANN emitiu hoje um conselho abrangente a profissionais de TI do mundo todo sobre como identificar e gerenciar proativamente o vazamento de espaço de nomes privados no DNS (Sistema de Nomes de Domínio) público e, assim, eliminar as causas das colisões de nomes à medida que os TLDs (Domínios de Primeiro Nível) são adicionados ao DNS. Em um relatório entitulado Name Collision Identification and Mitigation for IT Professionals (Identificação e Mitigação de Colisão de Nomes para Profissionais de TI) [PDF, 475 KB], a ICANN explica a natureza e as causas da colisão de nomes e propõe uma variedade de possíveis soluções.

As colisões de nomes de domínio não são algo novo. No entanto, o relatório aborda algumas preocupações de que vários novos TLDs solicitados possam ser idênticos a nomes usados em espaços de nomes privados.

O relatório explica como as consultas de DNS vazam de espaços de nomes privados para o DNS global e como esses vazamentos podem ter consequências involuntárias. O relatório mostra que redes privadas realizarão de maneira consistente, estável e confiável a resolução de nomes quando usarem FQDNs (Fully Qualified Domain Names, Nomes de Domínio Totalmente Qualificados) e os resolverão pelo DNS global, além de proporem métodos de migração para FQDNs.

"Embora pareça que as colisões de nomes não afetarão significativamente vários operadores de redes corporativas ou usuários da Internet, a ICANN considera essencial fazer tudo que estiver ao seu alcance para minimizar o possível impacto e oferecer um conselho claro para lidar com essa questão", afirmou Paul Mockapetris, Conselheiro de Segurança da Divisão de Domínios Globais.

O relatório recomenda que todas as organizações que ainda não usem os FQDNs do DNS público considerem a seguinte estratégia:

  • Monitorar serviços de nomes, elaborar uma lista de TLDs privados ou nomes curtos não qualificados usados internamente e comparar a lista criada com a lista de novas cadeias de caracteres de TLDs.
  • Formular um plano para mitigar as causas de vazamentos.
  • Preparar usuários para a alteração pendente no uso de nomes notificando-os com antecedência ou fornecendo treinamento.
  • Implementar o plano de mitigação de possíveis colisões.

O lançamento hoje do conselho aos profissionais de TI é o resultado de vários meses de trabalho árduo da equipe da ICANN, especialistas em assuntos, a Equipe Executiva da ICANN e a Diretoria.

"O relatório que emitimos hoje oferece aos profissionais de TI, independentemente de trabalharem em grandes organizações ou pequenas empresas, um conselho abrangente e soluções sugeridas que podem ser simples de implementar", declarou Dave Piscitello, Vice-presidente de Segurança e Coordenação de ICT. "Embora outras soluções temporárias ou transitórias possam existir, a migração usando FQDNs tem um valor duradouro – depois de concluída, você estará pronto para delegações de TLDs agora e no futuro."

O relatório, juntamente com informações e recursos adicionais úteis, podem ser encontrados em: http://www.icann.org/pt/help/name-collision.

###

CONTATOS DE MÍDIA:

Brad White
Diretor Global de Relações com a Imprensa
Washington, D.C.
Tel: +1.202.570.7118
E: brad.white@icann.org

James Cole
Coordenador Global de Mídia da ICANN
Washington, D.C.
Tel. +1 202.570.7240
E: james.cole@icann.org

Andrew Robertson
Relações Públicas Edelman
Londres, Reino Unido
Tel. + 44 (7811) 341 945
E: andrew.robertson@edelman.com

Domain Name System
Internationalized Domain Name ,IDN,"IDNs are domain names that include characters used in the local representation of languages that are not written with the twenty-six letters of the basic Latin alphabet ""a-z"". An IDN can contain Latin letters with diacritical marks, as required by many European languages, or may consist of characters from non-Latin scripts such as Arabic or Chinese. Many languages also use other types of digits than the European ""0-9"". The basic Latin alphabet together with the European-Arabic digits are, for the purpose of domain names, termed ""ASCII characters"" (ASCII = American Standard Code for Information Interchange). These are also included in the broader range of ""Unicode characters"" that provides the basis for IDNs. The ""hostname rule"" requires that all domain names of the type under consideration here are stored in the DNS using only the ASCII characters listed above, with the one further addition of the hyphen ""-"". The Unicode form of an IDN therefore requires special encoding before it is entered into the DNS. The following terminology is used when distinguishing between these forms: A domain name consists of a series of ""labels"" (separated by ""dots""). The ASCII form of an IDN label is termed an ""A-label"". All operations defined in the DNS protocol use A-labels exclusively. The Unicode form, which a user expects to be displayed, is termed a ""U-label"". The difference may be illustrated with the Hindi word for ""test"" — परीका — appearing here as a U-label would (in the Devanagari script). A special form of ""ASCII compatible encoding"" (abbreviated ACE) is applied to this to produce the corresponding A-label: xn--11b5bs1di. A domain name that only includes ASCII letters, digits, and hyphens is termed an ""LDH label"". Although the definitions of A-labels and LDH-labels overlap, a name consisting exclusively of LDH labels, such as""icann.org"" is not an IDN."