Skip to main content

"Análise estatística de abusos no DNS em gTLDs" - Relatório disponível para comentário público

Esta página também está disponível em:

LOS ANGELES – 9 de agosto de 2017 – Hoje, a ICANN anunciou a publicação do relatório, "Análise estatística de abusos no DNS em gTLDs" [PDF, 2.23 MB]. A pesquisa foi solicitada pela Equipe de revisão da concorrência, confiança do consumidor e escolha do consumidor (CCTRT). Para definir os parâmetros da pesquisa, a equipe CCTRT mediu as taxas das formas mais comuns de abusos no sistema de nomes de domínio, por exemplo, a distribuição de spam, phishing e malware. A pesquisa visa comparar as taxas destas atividades entre gTLDs novos e tradicionais (legacy), bem como utilizar análises estatísticas inferenciais para medir os efeitos do DNSSEC, do estacionamento de domínios e das restrições de registros nas taxas de abusos que utilizam dados históricos correspondentes aos três primeiros anos completos do programa de novos gTLDs (2014 - 2016).

Comentário sobre o relatório.

A ICANN encomendou a pesquisa de parte da equipe CCTRT para ser utilizada como base para o trabalho da equipe de revisão. A pesquisa foi conduzida por pesquisadores do SIDN e da Universidade de Tecnologia de Delft.

O relatório está disponível para comentário público até 19 de setembro de 2017. A equipe CCTRT analisará os comentários públicos sobre os resultados da pesquisa e os adicionará a seu relatório final, conforme o caso.

Achados principais:

  • A quantidade de domínios "comprometidos" (isto é, "haqueados") parece ser mais alta nos gTLDs legacy.
  • A quantidade de domínios "registrados maliciosamente" (isto é, domínios registrados com fins daninhos) parece ser mais alta nos gTLDs novos.
  • As restrições aos registros parecem influenciar as taxas de abuso reduzidas.
  • A contabilidade de abusos (isto é, o número absoluto de domínios sujeitos a abuso) mostra níveis de abuso relativamente constantes e superiores em gTLDs legacy e uma tendência de aumento de abusos em gTLDs novos.
  • Com algumas exceções e picos, as taxas de domínios com phishinge malware em gTLDs novos, que estão baseadas em uma relação de "domínios abusados por cada 10.000", tendem a ser mais baixas que nos gTLDs legacy. As tendências de phishing e malware em gTLDs novos e legacy parecem estar convergindo até atingir níveis similares, no final de 2016
  • Os domínios relacionados a serviços de privacidade e proxy não parecem estar relacionados com níveis de abuso anormalmente elevados.

More Announcements
Domain Name System
Internationalized Domain Name ,IDN,"IDNs are domain names that include characters used in the local representation of languages that are not written with the twenty-six letters of the basic Latin alphabet ""a-z"". An IDN can contain Latin letters with diacritical marks, as required by many European languages, or may consist of characters from non-Latin scripts such as Arabic or Chinese. Many languages also use other types of digits than the European ""0-9"". The basic Latin alphabet together with the European-Arabic digits are, for the purpose of domain names, termed ""ASCII characters"" (ASCII = American Standard Code for Information Interchange). These are also included in the broader range of ""Unicode characters"" that provides the basis for IDNs. The ""hostname rule"" requires that all domain names of the type under consideration here are stored in the DNS using only the ASCII characters listed above, with the one further addition of the hyphen ""-"". The Unicode form of an IDN therefore requires special encoding before it is entered into the DNS. The following terminology is used when distinguishing between these forms: A domain name consists of a series of ""labels"" (separated by ""dots""). The ASCII form of an IDN label is termed an ""A-label"". All operations defined in the DNS protocol use A-labels exclusively. The Unicode form, which a user expects to be displayed, is termed a ""U-label"". The difference may be illustrated with the Hindi word for ""test"" — परीका — appearing here as a U-label would (in the Devanagari script). A special form of ""ASCII compatible encoding"" (abbreviated ACE) is applied to this to produce the corresponding A-label: xn--11b5bs1di. A domain name that only includes ASCII letters, digits, and hyphens is termed an ""LDH label"". Although the definitions of A-labels and LDH-labels overlap, a name consisting exclusively of LDH labels, such as""icann.org"" is not an IDN."