Skip to main content

Examinadora independente publica relatório final sobre a revisão da organização At-Large

Esta página também está disponível em:

Depois da extensa consulta feita à comunidade At-Large e à comunidade geral da ICANN, incluindo um processo de comentário público formal, e uns engajamento e participação contínuos do Grupo de trabalho de revisão de At-Large, a ITEMS International, examinadora independente para a revisão da organização At-Large, publicou seu relatório final [PDF, 4.08 MB]. Este é um marco importante quanto ao compromisso da ICANN com a melhoria contínua, a prestação de contas e a transparência.

No relatório final, a examinadora independente manifesta: "Os resultados da nossa revisão são encorajadores e, além disso, são uma convocação a agir. São encorajadores porque claramente há um amplo apoio à missão de At-Large de contribuir com os processos normativos da ICANN através das recomendações feitas pelo At-Large que levam em conta os interesses dos usuários finais da Internet (são poucos os que duvidam do papel vital e contínuo da Comunidade At-Large dentro da ICANN). Mas esses resultados também constituem uma convocação a agir porque a comunidade At-Large costuma ser percebida como uma comunidade que é dirigida sempre pelo mesmo grupo de indivíduos cujo alvo de apoiar os interesses dos usuários finais é sincero, mas que também tem se esforçado muito por fazer com que as opiniões dos usuários finais contemporâneos sejam efetivamente consideradas nos processos de elaboração de recomendações sobre normativas. A ITEMS International oferece 16 recomendações que, segundo a examinadora, refletem as necessidades da comunidade At-Large e têm suficiente consenso da comunidade. Houve alguns casos em que não foi possível chegar a um acordo com os líderes atuais de At-Large, mas que os analistas acreditam firmemente que devem ser implementados em prol dos interesses da comunidade At-Large e da organização da ICANN como um todo.

O grupo de trabalho de revisões do comitê consultivo At-Large fornecerá agora sua opinião sobre a viabilidade, com o foco no estabelecimento de prioridades para as recomendações e no alinhamento com outras melhorias já planejadas ou em andamento, e fará isso para preparar-se para uma eventual implementação das recomendações que forem aprovadas pela Diretoria. Espera-se que a Diretoria da ICANN tome as ações necessárias sobre os resultados e as recomendações para o final de 2017, depois de ter analisado todas as opiniões da comunidade.

O relatório final da revisão de At-Large está disponível aqui [PDF, 4.08 MB]. Ele também pode ser acessado desde o site de revisões de At-Large (At-Large Review).

Qual é a importância da revisão do At-Large?

Comitê Consultivo At-Large (ALAC) tem o dever de entender, representar e advogar pelo melhor interesse dos usuários finais da Internet no mundo inteiro com o foco colocado em duas áreas de trabalho gerais: a elaboração de recomendações sobre normativas e a construção da organização.

Com base nas instruções da Diretoria, o objetivo da Revisão é determinar 1) se a organização/conselho/comitê tem um objetivo contínuo na estrutura da ICANN, e 2) se tiver esse objetivo, se seria bom ter alguma alteração na estrutura ou nas operações para melhorar sua eficácia, e 3) se a organização/conselho/comitê devem prestar contas a seus grupos constitutivos, grupos de partes interessadas, organizações e outros setores interessados. Esta revisão, como as revisões de outras estruturas da ICANN, é feita de acordo com o mandato dos Estatutos da ICANN. O Comitê de Efetividade Organizacional da Diretoria é responsável pela análise e supervisão das políticas relacionadas com o processo permanente de revisão organizacional da ICANN.

Como participa a Comunidade At-Large?

Durante a revisão, a ITEMS International fez uma pesquisa, analisou dados e avaliou o nível de efetividade das recomendações de análises anteriores, trabalhando estreitamente com a Equipe de Trabalho de Revisão da GNSO. O grupo de trabalho, diverso, de 22 membros, de Revisão de At-Large foi designado pelo Comitê Consultivo At-Large para ser o contato entre a comunidade At-Large, a examinadora independente e a Diretoria da ICANN. Sob a direção de sua presidente, Holly Raiche, este grupo tem representado a voz da comunidade At-Large ao longo de toda a revisão.

Números na revisão de At-Large

At-Large Review by the Numbers

Para mais informações, visite:


More Announcements
Domain Name System
Internationalized Domain Name ,IDN,"IDNs are domain names that include characters used in the local representation of languages that are not written with the twenty-six letters of the basic Latin alphabet ""a-z"". An IDN can contain Latin letters with diacritical marks, as required by many European languages, or may consist of characters from non-Latin scripts such as Arabic or Chinese. Many languages also use other types of digits than the European ""0-9"". The basic Latin alphabet together with the European-Arabic digits are, for the purpose of domain names, termed ""ASCII characters"" (ASCII = American Standard Code for Information Interchange). These are also included in the broader range of ""Unicode characters"" that provides the basis for IDNs. The ""hostname rule"" requires that all domain names of the type under consideration here are stored in the DNS using only the ASCII characters listed above, with the one further addition of the hyphen ""-"". The Unicode form of an IDN therefore requires special encoding before it is entered into the DNS. The following terminology is used when distinguishing between these forms: A domain name consists of a series of ""labels"" (separated by ""dots""). The ASCII form of an IDN label is termed an ""A-label"". All operations defined in the DNS protocol use A-labels exclusively. The Unicode form, which a user expects to be displayed, is termed a ""U-label"". The difference may be illustrated with the Hindi word for ""test"" — परीका — appearing here as a U-label would (in the Devanagari script). A special form of ""ASCII compatible encoding"" (abbreviated ACE) is applied to this to produce the corresponding A-label: xn--11b5bs1di. A domain name that only includes ASCII letters, digits, and hyphens is termed an ""LDH label"". Although the definitions of A-labels and LDH-labels overlap, a name consisting exclusively of LDH labels, such as""icann.org"" is not an IDN."