Skip to main content

ICANN publica a fase um da pesquisa de solicitante de registro sobre o cenário de nome de domínio

Esta página também está disponível em:

A Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números (Internet Corporation for Assigned Names and Numbers, ICANN) publicou hoje as descobertas da sua primeira pesquisa global de solicitante de registro, que foi realizada em seu nome pela Nielsen. O estudo demonstra, entre outros dados, que os solicitantes de registro de nome de domínio estão mais familiarizados com novos domínios genéricos de alto nível (gTLDs) que os usuários da Internet em geral que não registraram um domínio. Os participantes da pesquisa foram questionados sobre seu conhecimento de novos gTLDs, bem como seu senso de escolha percebido, experiência e confiança com relação ao cenário atual de gTLD. O estudo conclui a fase um de uma série de pesquisas promovidas pela ICANN com o objetivo de informar uma análise da concorrência, da confiança do consumidor e da escolha do consumidor (CCT) no sistema de nome de domínio. Uma segunda fase, que será lançada em aproximadamente um ano, servirá como uma comparação com estas descobertas basais.

A Nielsen consultou 3.357 solicitantes de nome de domínio com idade superior a 18 anos na África, na Ásia, na Europa, na América do Norte e na América do Sul. A pesquisa foi realizada em 17 idiomas e os participantes foram selecionados de 24 países. A pesquisa, realizada em duas etapas entre fevereiro e agosto de 2015, foi projetada para criar uma linha de base significativa de dados sobre atitudes dos solicitantes de registro sobre os novos domínios genéricos de alto nível.

"Esta pesquisa nos proporciona um melhor entendimento de como os solicitantes de registro veem o espaço de nome de domínio e a Internet e irá nos ajudar a coletar informações para análises futuras do programa", afirma Akram Atallah, presidente da divisão de domínios globais da ICANN.

Junto com a Pesquisa global de consumidor, cujos resultados foram publicados em maio de 2015, a ICANN promoveu esta pesquisa em resposta a recomendações do Grupo de Consultoria de Implementação sobre Concorrência, Escolha do Consumidor e Confiança do Consumidor (Implementation Advisory Group on Competition, Consumer Choice and Consumer Trust, IAG-CCT).  Entre as 66 métricas (PDF, 472 KB) recomendadas, um subconjunto de 11 foi identificado como sendo mais bem mensurado usando uma pesquisa global de usuários da Internet. A ICANN realizou uma RFP aberta e assinou um contrato com a Nielsen para realizar o estudo em novembro de 2014. As descobertas serão dados importantes para a Equipe de análise de CCT considerar.

Conhecimento de novos gTLDs é alto entre os solicitantes de registro, especialmente na Ásia

O conhecimento de novos gTLDs é mais alto entre os solicitantes de registro do que entre os usuários da Internet em geral – 65% dos solicitantes de registro relataram conhecer pelo menos um novo gTLD em comparação a 46% dos usuários da Internet em geral. É interessante observar que, embora 65% dos usuários da Internet em geral tenham afirmado ter visitado um domínio em um novo gTLD, 64% dos solicitantes de registro relataram o mesmo.

A Ásia se destaca no que se refere a conhecimento: 70% dos entrevistados afirmaram conhecer pelo menos um novo gTLD. Apenas a América do Sul se aproxima desse nível de conhecimento, com 66% dos entrevistados da região indicando familiaridade com pelo menos um novo gTLD.

Mais solicitantes de registro também afirmaram que provavelmente considerariam um novo gTLD para registrar nomes de domínio no futuro – 61% versus 52% dos usuários da Internet. Como acontece para usuários da Internet, as três principais escolhas para registrar um nome de novo gTLD foram .EMAIL, .LINK e .CLUB, selecionados em uma lista fixa de novos gTLDs.

Os solicitantes de registro confiam no setor de nome de domínio

Solicitantes de registro e usuários da Internet em geral atribuem o mesmo nível de confiança a novos gTLDs e ao setor de nome de domínio, com algumas leves diferenças. Os solicitantes de registro têm uma propensão levemente menor a acreditar (70% dos solicitantes de registro versus 73% dos usuários da Internet em geral) que as entidades tomarão precauções relacionadas a quem recebe um nome de domínio, mas têm uma propensão levemente maior a acreditar (75% dos solicitantes de registro versus 71% dos usuários da Internet em geral) que essas mesmas entidades fornecerão aos usuários da Internet em geral o que eles acreditam que estão recebendo.

Não surpreendentemente, os solicitantes de registro de todos os grupos favorecem nenhuma ou poucas restrições de compra aos nomes de domínio em novos gTLDs.

Os solicitantes de registro estão cientes e atentos a comportamento abusivo online

Comportamento abusivo na Internet, incluindo spam, malware, phishing e cyber squatting, é uma preocupação para os solicitantes de registro de nome de domínio. O conhecimento entre os usuários da Internet em geral e os solicitantes de registro é comparável, com os solicitantes de registro relatando uma familiaridade levemente maior com roubo de credenciais (71% para solicitantes de registro versus 67% dos usuários da Internet em geral) e cyber squatting (54% dos solicitantes de registro versus 40% dos usuários da Internet em geral). Em todas as categorias, os solicitantes de registro também relataram uma experiência mais pessoal com os comportamentos abusivos incluídos na pesquisa: phishing, envio de spam, cyber squatting, roubo de credenciais e malware.

Talvez devido à maior familiaridade com comportamento abusivo online, os solicitantes de registro como um grupo relataram menos temor de se tornar vítima de comportamentos abusivos online. Para combater suas preocupações, os solicitantes de registro têm maior probabilidade que a média dos usuários da Internet de mudar seus hábitos de Internet, comprar um plano de proteção de identidade ou simplesmente parar de fazer compras online. A única estratégia que os solicitantes de registro têm menor probabilidade de buscar que os usuários da Internet em geral é comprar software antivírus para seus computadores para combater phishing ou cyber squatting.

Quem está registrando nomes de domínio?

Os solicitantes de registro entrevistados afirmaram que eles registram nomes de domínio principalmente para uso pessoal ou de pequenas empresas. A pesquisa, que estava aberta apenas àqueles que haviam registrado pelo menos um nome de domínio, mostrou que os solicitantes de registro entrevistados são principalmente do sexo masculino (62%) em comparação aos usuários da Internet em geral entrevistados, cujo público masculino respondeu por 55% na amostra da pesquisa de consumidor. Os solicitantes de registro entrevistados também tendiam a ser mais jovens, 70% deles com menos de 45 anos, de modo similar à pesquisa de consumidor, em que 68% da população da amostra eram compostos por indivíduos de menos de 45 anos.

.COM, .NET e .ORG foram os TLDs mais registrados mencionados na pesquisa, ganhando 72%, 31% e 23%, respectivamente, dos nomes que os solicitantes de registro mencionaram ter. .COM foi mais mencionado na América do Norte, onde 84% da amostra relataram ter registrado um nome nesse TLD, enquanto apenas 53% relataram ter nomes .COM na Europa.

Enquanto 80% dos entrevistados tenha afirmado ter de um a cinco nomes de domínio registrados, apenas 40% indicaram ter registrado nomes de domínio duplicados em diferentes TLDs, sendo o número mais alto de registros de domínio duplicados relatado na América do Norte (46% da amostra). Quase metade (49%) afirmou que a familiaridade de um TLD foi o principal fator de para escolher qual TLD comprar.

Destaques adicionais do estudo incluem:

  • Os solicitantes de registro afirmaram que um TLD bem conhecido é um fator crucial para determinar qual nome de domínio comprar – mais importante que um preço razoável.
  • Entre os solicitantes de registro, 61% consideram muito fácil ou um pouco fácil registrar um nome de domínio. Esse número sobre para 76% na América do Norte e 66% na Europa.
  • Aproximadamente metade dos solicitantes de registro preferiria uma experiência mais econômica, rápida e simples ao comprar um nome de domínio, e também apresentou um desejo notável de tornar o processo de registro em vários TLDs mais fácil.

Sobre a Pesquisa global de solicitante de registro e materiais de apoio

A Pesquisa global de solicitante de registro foi realizada pela Nielsen em nome da ICANN. A fase de coleta de dados da pesquisa ocorreu de 19 de fevereiro a 13 de agosto de 2015, e o relatório final foi entregue em setembro de 2015. Foi selecionado um total de 3.357 solicitantes de registro de nome de domínio com idade superior a 18 anos representando a África, a Ásia, a Europa, a América do Norte e a América do Sul. A seleção foi baseada em os indivíduos já terem registrado um nome de domínio e serem responsáveis por tomar a decisão de registro de nome de domínio, ou seja, estarem cientes do propósito de um nome de domínio e em quais TLDs o nome havia sido registrado. A pesquisa foi realizada em 17 idiomas e os solicitantes de registro foram selecionados de 24 países. Além disso, foi realizado um teste de significância com um nível de confiança de 95% em todo o relatório.

Mais de 700 novos gTLDs foram delegados desde o início do programa em outubro de 2013. Para medir as percepções dos novos gTLDs, a pesquisa focou em novos gTLDs com o maior número de registros no período em que as perguntas foram desenvolvidas, em janeiro de 2015 – .EMAIL, .PHOTOGRAPHY, .LINK, .GURU, .REALTOR, .CLUB, .XYZ e um TLD regionalmente relevante, incluindo nomes de domínio internacionalizados (IDNs).

Materiais de apoio

Pesquisa de solicitante de registro

Pesquisa de consumidor


Sobre a ICANN

A missão da ICANN é assegurar uma Internet global estável, segura e unificada. Para chegar à outra pessoa na Internet, você deve digitar um endereço no seu computador – um nome ou número. Esse endereço precisa ser exclusivo, para que os computadores saibam onde encontrar uns aos outros. A ICANN coordena esses identificadores exclusivos em todo o mundo. Sem essa coordenação, não teríamos uma Internet global. A ICANN foi fundada em 1998. É uma instituição sem fins lucrativos, com participantes de todo o mundo, dedicada a manter a Internet segura, estável e interoperável. A instituição promove a concorrência e cria políticas sobre os identificadores exclusivos da Internet. A ICANN não controla o conteúdo na Internet. A organização não pode impedir o spam e não lida com acesso à Internet. Contudo, como coordenadora do sistema de nomes da Internet, ela tem um impacto importante na expansão e evolução da rede. Para obter mais informações, visite:www.icann.org.


More Announcements
Domain Name System
Internationalized Domain Name ,IDN,"IDNs are domain names that include characters used in the local representation of languages that are not written with the twenty-six letters of the basic Latin alphabet ""a-z"". An IDN can contain Latin letters with diacritical marks, as required by many European languages, or may consist of characters from non-Latin scripts such as Arabic or Chinese. Many languages also use other types of digits than the European ""0-9"". The basic Latin alphabet together with the European-Arabic digits are, for the purpose of domain names, termed ""ASCII characters"" (ASCII = American Standard Code for Information Interchange). These are also included in the broader range of ""Unicode characters"" that provides the basis for IDNs. The ""hostname rule"" requires that all domain names of the type under consideration here are stored in the DNS using only the ASCII characters listed above, with the one further addition of the hyphen ""-"". The Unicode form of an IDN therefore requires special encoding before it is entered into the DNS. The following terminology is used when distinguishing between these forms: A domain name consists of a series of ""labels"" (separated by ""dots""). The ASCII form of an IDN label is termed an ""A-label"". All operations defined in the DNS protocol use A-labels exclusively. The Unicode form, which a user expects to be displayed, is termed a ""U-label"". The difference may be illustrated with the Hindi word for ""test"" — परीका — appearing here as a U-label would (in the Devanagari script). A special form of ""ASCII compatible encoding"" (abbreviated ACE) is applied to this to produce the corresponding A-label: xn--11b5bs1di. A domain name that only includes ASCII letters, digits, and hyphens is termed an ""LDH label"". Although the definitions of A-labels and LDH-labels overlap, a name consisting exclusively of LDH labels, such as""icann.org"" is not an IDN."