Skip to main content

GT para análise do ALAC publica relatório sobre a consulta intermediária

Esta página também está disponível em:

Esta tradução em português é cortesia do NIC.br. Para mais informações sobre a ICANN em português, consulte http://www.icann.org.br/.

O Grupo de Trabalho (GT) para análise do ALAC publicou seu relatório sobre a consulta intermediária [PDF, 285K] para discussão com a comunidade da ICANN. Esse relatório preliminar apresenta os “pensamentos iniciais” do GT sobre as perguntas que estão sendo examinadas após a publicação da Análise Imparcial do Comitê Consultivo para Membresia Geral, realizada pela Westlake Consulting. O relatório baseia-se nas consultas à comunidade da ICANN que ocorreram tanto durante a assembléia em Paris, quanto num fórum de comentários on-line e em reuniões com vários grupos da comunidade da ICANN. Um apêndice do relatório contém um resumo da consulta.

O GT está publicando esse relatório intermediário sobre a consulta com a finalidade de envolver a comunidade e a equipe da ICANN num diálogo a partir do início das suas reflexões. Comentários sobre esse documento serão muito bem-vindos, e o GT incentiva todas as partes interessadas a comparecer aos workshops durante a assembléia da ICANN no Cairo e/ou publicar comentários no fórum para comentários.

Esse documento com a consulta intermediária inclui uma discussão das áreas em que há concordância, possíveis recomendações e perguntas que precisam ser tratadas. Ele não pretende chegar a nenhuma recomendação ou conclusão definitiva neste momento.

O GT continuará a consultar a comunidade ao longo dos próximos meses, com o propósito de publicar as recomendações finais para discussão durante a assembléia no México, no início de 2009.

Para mais detalhes sobre a análise do ALAC, consulte http://www.icann.org/en/reviews/alac/


More Announcements
Domain Name System
Internationalized Domain Name ,IDN,"IDNs are domain names that include characters used in the local representation of languages that are not written with the twenty-six letters of the basic Latin alphabet ""a-z"". An IDN can contain Latin letters with diacritical marks, as required by many European languages, or may consist of characters from non-Latin scripts such as Arabic or Chinese. Many languages also use other types of digits than the European ""0-9"". The basic Latin alphabet together with the European-Arabic digits are, for the purpose of domain names, termed ""ASCII characters"" (ASCII = American Standard Code for Information Interchange). These are also included in the broader range of ""Unicode characters"" that provides the basis for IDNs. The ""hostname rule"" requires that all domain names of the type under consideration here are stored in the DNS using only the ASCII characters listed above, with the one further addition of the hyphen ""-"". The Unicode form of an IDN therefore requires special encoding before it is entered into the DNS. The following terminology is used when distinguishing between these forms: A domain name consists of a series of ""labels"" (separated by ""dots""). The ASCII form of an IDN label is termed an ""A-label"". All operations defined in the DNS protocol use A-labels exclusively. The Unicode form, which a user expects to be displayed, is termed a ""U-label"". The difference may be illustrated with the Hindi word for ""test"" — परीका — appearing here as a U-label would (in the Devanagari script). A special form of ""ASCII compatible encoding"" (abbreviated ACE) is applied to this to produce the corresponding A-label: xn--11b5bs1di. A domain name that only includes ASCII letters, digits, and hyphens is termed an ""LDH label"". Although the definitions of A-labels and LDH-labels overlap, a name consisting exclusively of LDH labels, such as""icann.org"" is not an IDN."