fr

A ITEMS International foi designada para fazer uma revisão independente da comunidade At-Large

13 mai 2016

En plus des six langues des Nations Unies, ce contenu est aussi disponible en

A Corporação para a Atribuição de Nomes e Números da Internet ("ICANN") designou a ITEMS International para fazer uma revisão independente da Comunidade At-Large ("At-Large"). A revisão faz parte do compromisso da ICANN com a melhoria contínua, a prestação de contas e a transparência.

A comunidade At-Large tem uma função importante: representar os interesses dos usuários da Internet. Existem mais de 190 Estruturas At-Large (ALSes) em todo o mundo e uma quantidade crescente de membros individuais. Quer seja um grupo a favor dos direitos dos consumidores relacionados à Internet, quer uma organização acadêmica ou um indivíduo engajado, a comunidade At-Large compartilha a paixão por fomentar o desenvolvimento da Tecnologia da Informação e as Comunicações (TIC) e por contribuir com as políticas que influenciam a coordenação técnica do Sistema de Nomes de Domínio. Ela garante que a Internet contribua para servir o interesse público mundial.

Além de avaliar a eficácia das melhorias decorrentes da Revisão anterior, feita em 2008, o objetivo deste Revisão é (1) reconhecer áreas que estão funcionando bem, (2) identificar áreas que precisam de melhorias e propor as mudanças necessárias, e (3) avaliar a eficácia organizacional da Comunidade At-Large – ALAC, as Organizações Regionais At-Large (RALOs) e as Estruturas At-Large (ALSes), de acordo ao objetivo fornecido pela ICANN e aos critérios quantificáveis.

A revisão está programada para começar de imediato e vai concluir em abril de 2017 e, como acontece com revisões de outras estruturas dentro da ICANN, esta revisão é exigida nos Estatutos da ICANN.

A Revisão da comunidade At-Large trata sobre a nova abordagem melhorada para fazer revisões. A comunidade At-Large vai ser protagonista deste processo inclusivo: ao manter a abordagem multissetorial e de baixo para cima da ICANN, este processo de revisão vai incorporar uma "auto-revisão" feita pela comunidade At-Large, e seu envolvimento direto. Uma pesquisa online vai coletar o feedack de outras estruturas e membros da comunidade, da Diretoria e da equipe de colaboradores da ICANN. A ITEMS vai coletar dados tanto quantitativos quanto qualitativos mediante vários métodos de trabalho para gerar uma base suficiente para formular achados e recomendações.

A seleção de um examinador independente é feita de acordo ao processo de aquisições da ICANN e envolve a Equipe de Revisões Organizacionais e o Comitê de Eficácia Organizacional da Diretoria ("OEC"), responsável pela supervisão do processo de Revisão Organizacional. Seis propostas foram avaliadas exaustivamente com base nos critérios de seleção elaborados em colaboração com a comunidade At-Large. Esses critérios incluíram:

  • Compreensão da tarefa assinada
  • Conhecimentos e expertise (incluindo conhecimentos da ICANN)
  • Metodologia proposta
  • Flexibilidade: capacidade de estender o cronograma, segundo as necessidades da comunidade
  • Checagens das referências
  • Valor financeiro
  • Independência, incluindo ausência de conflito de interesses

A ITEMS International é uma consultoria localizada em Paris, especializada em aspectos regulatórios e de governança do setor das telecomunicações e da Internet. Desde 1994, a ITEMS tem conduzido inúmeros trabalhos de consultoria de alto nível para clientes franceses, europeus e internacionais, entre eles, Afnic, ICANN, a Comissão Europeia, CEPAL, ETSI, Orange e NTT. A ITEMS fez as primeiras Revisões Organizacionais da Organização de Apoio para Nomes de Códigos de País (ccNSO) em 2010, e da Organização de Apoio a Endereços (ASO) em 2011. De 2008 a 2012, a ITEMS promoveu ativamente o programa de gTLDs e faz recomendações regularmente ao ccTLD francês - Afnic - recentemente, durante a renovação de seu contrato com o governo da França para operar o .fr. Os consultores da ITEMS International são profissionais multilíngue, que combinam expertise acadêmica, regulatória e da indústria. Para mais informações sobre a ITEMS, visite seu site.

Mais informações: