es

ICANN planta a semente do envolvimento em Barbados

30 de junio de 2017

Albert DanielsAlbert Daniels, Stakeholder Engagement Senior Manager - Caribbean

Contenido disponible solo en los siguientes idiomas

O primeiro IGF de Barbados foi encerrado com muito sucesso em 23 de junho de 2017, com grande ajuda dos colegas da ICANN Ashell Forde, Jason Hynds e Barlett Morgan na coordenação e na parte técnica. A realização do IGF em Bridgetown, Barbados, foi um marco significativo em uma jornada formalizada entre a ICANN e o setor de telecomunicações do Caribe em 4 de dezembro de 2013 na Jamaica, quando Fadi Chehade, CEO da ICANN, e Bernadette Lewis, secretária geral da CTU, assinaram um MoU concordando que as duas instituições explorariam oportunidades de promover o crescimento, o desenvolvimento e a utilização da Internet, além do gerenciamento seguro, estável e multissetorial dos recursos básicos da Internet, especialmente no Caribe.

Em agosto de 2014, essa sementinha de envolvimento e trabalho em equipe foi regada no IGF do Caribe, quando Bernadette Lewis pediu que fossem criados IGFs nacionais para levar as vozes das partes interessadas do Caribe ao IGF Global. Esse esforço continuou com o incentivo consistente da organização da ICANN à realização de diálogos e discussões com múltiplas partes interessadas em países caribenhos sobre questões de interesse nacional relacionadas à Internet, de forma que o posicionamento dos países da região pudesse contar com mais opiniões. Para facilitar esse processo, a organização da ICANN participou de vários eventos de capacitação em Barbados para formar a base do diálogo multissetorial nacional, incluindo o escritório remoto do ICANN55, uma sessão de leitura sobre o ICANN56, a semana de ICT da CTU e um evento para "mulheres do setor de ICT".

O IGF de Barbados foi um evento de dois dias transmitido em tempo real para o mundo todo, com participação remota ativa de toda a região e ampla participação presencial. O evento contou com apresentações de alta qualidade sobre assuntos importantes e relevantes, questões nacionais e muita interação com o público. Entre os apresentadores, havia especialistas regionais, como Bevil Wooding, um dos proprietários da chave usada para assinar a raiz da Internet e defensor de pontos de troca de tráfego e instâncias regionais do servidor raiz, Bernadette Lewis da CTU, representantes de alto nível de empresas de tecnologia locais e regionais, especialistas em segurança cibernética, consultores jurídicos de provedores de serviços de Internet, o Diretor do Ministério Público de Barbados e representantes de organizações regionais e globais da Internet, como ARIN, LACNIC, ICANN e ISOC. Para ver mais informações sobre o evento, inclusive a programação e os assuntos abordados, acesse igf.bb.

Vários apresentadores defenderam o planejamento e a execução de medidas específicas relacionadas aos resultados das discussões do IGF de Barbados, seguindo o exemplo do IGF Caribe, que produziu três versões da "Estrutura de Políticas de Governança da Internet no Caribe", abordando assuntos como operações técnicas da Internet e conscientização, entre outros.

Agora que o envolvimento da ICANN na região contribuiu significativamente com o avanço dos três IGFs nacionais (Trinidad e Tobago, Barbados e Belize), esperamos que a tendência de estabelecer estruturas para facilitar discussões nacionais com múltiplas partes interessadas sobre questões importantes relacionadas à Internet continue, e que as partes interessadas do Caribe se envolvam cada vez mais e contribuam para a governança desse recurso tão importante que é a Internet

Albert Daniels
Albert Daniels
Stakeholder Engagement Senior Manager - Caribbean

Albert Daniels

Read biographyRead biography